Amigas entram num carro desconhecido e somem

A polícia investiga o desaparecimento de duas amigas em Mongaguá, no litoral de São Paulo, desde o último sábado (7). Segundo o G1, elas saíram de casa, entraram em um carro e não foram mais vistas. As famílias das meninas estão preocupadas, registraram um boletim de ocorrência e temem que algo grave possa ter acontecido com elas. O caso ganhou grande repercussão nas redes sociais.

Sara Santos Barbosa e Geiza Lima Santos, ambas de 16 anos, são vizinhas e amigas. De acordo com os familiares, as duas estavam na casa de Sara e saíram por volta das 14h. Elas caminharam até um ponto de ônibus, que fica a cerca de 700 metros da residência, e pouco tempo depois foram vistas entrando em um carro branco.

O site, pai de Sara, Juliano Ribeiro Soares, contou que as duas usavam roupas pretas e bolsas verde e marrom. Ainda no sábado à tarde, uma delas postou um vídeo em que aparecia a Ponte Pênsil, em São Vicente, à beira do mar, e depois outro vídeo que mostrava o interior de um elevador. Após essas imagens, os celulares das amigas foram desligados.

Ele diz, ainda, que a filha pediu, há algumas semanas, para participar de um clipe de funk, e afirmou que ganharia R$ 1.000 pelo trabalho. O pai não autorizou. Soares suspeita que as duas meninas tenham sido influenciadas por outras pessoas e estejam em perigo.

“Eu imagino que ela foi fazer alguma coisa e acabou perdendo o controle da situação. A gente não sabe se estão bem, se estão mortas. Estamos preocupados. Elas nunca fizeram nada disso, nunca faltou nada para elas. Mas, infelizmente, hoje tem tanta gente ruim. Tem muitas pessoas ligando, mas só com informações desencontradas. Ela queria gravar um clipe de funk”, explica Soares ao G1.