Câmara recebe projeto da faixa para ônibus e terminal de transbordo em Itabuna

Na apresentação, o secretário Patrick Monteiro disse acreditar que “não haverá dificuldade na aprovação das obras” (Fotos: Pedro Augusto Benevides)
As mudanças prometem dar mais agilidade ao trânsito de Itabuna

No âmbito de obrigações contratuais com a Prefeitura de Itabuna, as empresas de transporte urbano planejam implantar o sistema BRS na cidade. A proposta, segundo diretores da Aetu, é destinar 3 km de faixa exclusiva para os ônibus e, noutra frente, interligar toda a cidade com a construção de um terminal de transbordo na Avenida Amélia Amado e quatro estações de embarque. O projeto, intitulado SIT, foi apresentado aos vereadores na terça-feira, 07.

Beto Dourado (PSDB) pediu agilidade do Executivo na aprovação e concretização do projeto. Para o parlamentar, o BRS pode minimizar e sanar problemas enfrentados diariamente pelos usuários do transporte coletivo em Itabuna. “Depende mais de vontade política que financeira; quase tudo será bancado pelas empresas”, frisou Dourado. E Ricardo Xavier (PPS) sugeriu que as obras sejam executadas diretamente pela Aetu para diminuir a burocracia.

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Patrick Monteiro, acredita que “não haverá dificuldade na aprovação das obras”, mas informou que “ainda haverá alguns ajustes” no SIT, a pedido do prefeito Fernando Gomes. “Para nós não ficou claro como vai ser feita a integração”, disse o titular da Sedur. Ele também esclareceu que, legalmente, é possível que o terminal e as estações de embarque sejam construídos sem a execução direta da Prefeitura.