Bahia terá mais de 3 mil voos extras no verão

As principais companhias aéreas estão apostando alto na demanda turística para a Bahia na alta estação. A oferta de voos extras cresceu substancialmente em relação ao último verão, passando de 1,5 mil para mais de 3 mil, o que representa um incremento de 100%. Além do aumento de frequências nos voos domésticos, há novas rotas … Leia Mais


Fernando Gomes dá sinais que vai entrar no PP

O prefeito Fernando Gomes, falando da campanha Natal Solidário na TV Cabrália nesta terça-feira (28), deu sinais de que irá se filiar ao PP, do vice-governador João Leão e do deputado federal Cacá Leão. Quando perguntado pelo apresentador Tom Ribeiro, em tom de brincadeira se ele seria “um leãozinho”, o alcaide riu e desconversou: “Eu … Leia Mais


Uber em Itabuna e Ilhéus a partir desta sexta-feira

Os serviços da Uber – a tal carona remunerada – ficaram de começar a operar em Itabuna e Ilhéus na tarde desta sexta-feira (24). Segundo divulgou a empresa, a largada para a corrida custa R$ 1,50, mais R$ 1,16 por quilômetro percorrido e R$ 0,15 por minuto. Para cada trajeto, foi estabelecido o preço mínimo … Leia Mais


Seminário na Uesc discute sobre combate ao crack e outras drogas

O auditório Paulo Souto, na Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz), sediará segunda-feira (27), a partir de 8 horas, o Seminário Regional sobre Crack e Outras Drogas. Com palestras e debates, o evento é realizado Centro de Referência Regional para formação de profissionais acerca da prevenção e intervenção ao uso de Drogas. Trata-se de um … Leia Mais


Shopping Jequitibá abre de madrugada para a Black Friday

O shopping de Itabuna abriu à meia-noite de ontem para que as Lojas Americanas iniciasse a Black Friday. A ideia, inédita por aqui, deu certo. Muita gente foi lá verificar preços e fazer compras. Hoje, até às 22 horas, quase todas as lojas do maior centro de varejo do sul da Bahia estarão oferecendo descontos … Leia Mais


Solon Pinheiro aposta no PV para fugir da disputa com “medalhões”

Solon Pinheiro faz cálculos e considera a candidatura viável

O ex-vereador Solon Pinheiro, que há meses anunciou pré-candidatura a deputado federal, desistiu de aceitar o convite para retornar ao DEM e filiou-se ao PV. Ele revelou o motivo, em entrevista ao Diário Bahia: seria inviável disputar com os “medalhões” na sigla do antigo aliado ACM Neto. Afinal, deverão pleitear vaga em 2018 nomes como o ex-governador Paulo Souto, o deputado federal José Carlos Aleluia e Paulo Azzi, entre outros.

“Uma coisa é a gente disputar uma eleição difícil; outra coisa é disputar uma impossível. Até a militância que nos acompanha ia ficar desmotivada, em saber que estamos dando ‘murro em ponta de faca’. O Democratas, para eleger um deputado federal, deve ser no mínimo 70 a 80 mil votos. No PV, o projeto é diferente”, argumentou.

Pinheiro disse ter sido convidado pelo diretório estadual da legenda para sair candidato e considerou boa a proposta, diante do equilíbrio entre os potenciais dos adversários.

“A perspectiva é que o PV eleja deputados com 20, 25 mil votos. Aí, sim, se torna uma candidatura possível; difícil, mas possível. Isso vai deixar a gente motivado pra a campanha”, completou.

 Nome para fortalecer

Ele afirmou, ainda, ter recebido do diretório estadual a incumbência de fortalecer o PV na região sul da Bahia. “Nossa candidatura não vai ser um projeto pessoal, por vaidade, nada disso. É um projeto político e que tem o apoio do diretório”, reiterou, citando o deputado federal Uldurico Pinto, presidente estadual do PV, e o deputado estadual Marcell Moraes.

Questionado sobre possíveis divergências internas, já que o partido tem um vereador em Itabuna (Manoel Júnior), Solon Pinheiro foi, digamos, diplomático: “A gente entende que isso é normal. Política é disputa, é conflito, o que não pode haver é disputa de forma agressiva, sem respeitar o espaço do outro, isso jamais. Nossa ideia é chegar para tentar agregar”.


Circo de solidariedade socorre vítimas de incêndio em Itapé

O ônibus que era abrigo daqueles artistas pegou fogo domingo passado

 

O Maycon Circo vinha se apresentando em Itapé desde meados de novembro

De um lado, um incêndio destruiu domingo (19) o ônibus que dava suporte à vida itinerante do Maycon Circo, queimando desde roupas de apresentação até colchões; de outro, começou em Itapé um verdadeiro espetáculo de solidariedade, para acolher as quatro pessoas vítimas daquela tragédia (três artistas e a mãe deles). No mesmo dia, foram providenciados alimentos, água, colchão, trajes e até uma casa mobiliada para aquela família ficar.

Agora, o movimento liderado pelo estudante Leonardo Fróes, de 18 anos, quer promover eventos, com o objetivo de dar um novo ônibus que permita aos circenses seguir viagem, para espalhar alegria Brasil afora. Já foi feito, inclusive, o orçamento de um veículo, avaliado em R$ 10 mil.

Segundo Leonardo, há donativos para eles se manterem pelos próximos dias. “O básico nós conseguimos”, resumiu. Ele buscou apoio, também, de lideranças políticas na cidade e disponibiliza uma conta para outras pessoas também contribuírem com a causa (Agência: 2166-0, Conta Corrente: 23859-7, Banco do Brasil – Leonardo Santos Oliveira Fróes).


Shopping Jequitibá abre mais cedo para Black Friday; descontos até 70%

O dia de promoção promete aquecer o mercado varejista

Para facilitar as compras na tão esperada Black Friday e sacudir o mercado varejista, o Shopping Jequitibá, em Itabuna, abrirá todas as lojas mais cedo, às 8 horas. Os estabelecimentos serão fechados às 22 horas e as ofertas vão até 70% de desconto.

A expectativa é que mais de 30 mil pessoas visitem o Shopping, para iniciar as compras de final de ano.


Secretário revela detalhes sobre Hospital Costa do Cacau; inauguração está próxima

Fábio Vilas-Boas, secretário estadual de Saúde

 

Desde que foi anunciada para 15 de dezembro a inauguração do moderno Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus, começou uma série de debates – e dúvidas – na cidade a respeito de como se dará o funcionamento da nova unidade. O que vai funcionar no novo hospital? Ele vai suprir toda a demanda do antigo Regional? Quem vai mesmo se responsabilizar pela adequação da unidade do bairro da Conquista, onde passará a funcionar um hospital materno-infantil com UTI neonatal? E os servidores do Regional, qual o destino?

Essas e outras perguntas têm a resposta do secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas. Nesta entrevista, ele dá detalhes da parceria administrativa estabelecida no novo hospital, que serviços estão garantidos à população e quais os caminhos que serão tomados pela saúde de Ilhéus nos próximos meses. Confira. 

 

Acostumada com um hospital no centro da cidade, alguns questionamentos da população referem-se à localização do novo Hospital da Costa do Cacau, considerado distante. O trânsito é caótico e a rodovia Ilhéus-Itabuna é muito movimentada. Alguma intervenção será realizada visando facilitar o transporte de pacientes?

O Hospital da Costa do Cacau é um hospital de abrangência regional, destinado ao atendimento de média e alta complexidade, em diversas especialidades. O acesso à unidade deverá ser realizado, primordialmente, a partir de unidades municipais de menor complexidade da região sul, incluindo Itabuna. O acesso por demanda espontânea da população será regulado através do Acolhimento Com Classificação de Risco (ACCR). Isso quer dizer que demandas de baixa complexidade, tipicamente de atenção básica, que não ameaçam a vida, deverão ser atendidas em unidades municipais (unidades básicas de saúde, unidades de emergência ou UPAs), para onde esses pacientes deverão ser referenciados, antes de irem para o Costa do Cacau. No caso do município de Ilhéus, este deverá providenciar a ampliação da cobertura de atenção básica da saúde (reabrir postos de saúde) e contratar serviços de urgência de baixa complexidade 24h na sede do município, para atendimento da sua população. Em reunião realizada comigo, o prefeito de Ilhéus, Mario Alexandre, firmou compromissos com o Governo do Estado para garantir a assistência à saúde de Ilhéus, durante o período de reforma do Hospital Luiz Viana Filho, com vistas à implantação do Hospital Materno Infantil de Ilhéus. A Prefeitura garantiu viabilizar a ampliação imediata da cobertura de pontos de atenção primária (postos de saúde); a abertura de dois ambulatórios de pediatria; a ampliação imediata do atendimento de urgências clínicas e ortopédicas 24h no Hospital São José e na Clinica COCI; o credenciamento de serviço de urgência e internação pediátricas 24 horas na sede do município; e a renovação do serviço de obstetrícia da Maternidade Santa Helena por mais um ano, com incremento financeiro.

Uma organização privada ira gerir o novo hospital. O que muda com isso? Como será o acompanhamento e fiscalização dos serviços?

Organizações Sociais são entidades de interesse e de utilidade pública, sem fins lucrativos, surgidas da qualificação de pessoas jurídicas de direito privado, nas atividades de ensino, pesquisa tecnológica, desenvolvimento tecnológico, proteção e preservação do meio-ambiente. Alguns trabalhos realizados sobre a experiência do modelo de gestão Organização Social de Saúde (OSS) apontam para uma vantagem competitiva desse modelo sobre o da Administração Direta. Os resultados apontam para vantagens da autonomia administrativa e financeira frente ao processo de aquisição de bens e serviços, bem como na contratação de recursos humanos, no melhor desempenho das OSS frente ao modelo de gestão direta. Indicam, ainda, que o Contrato de Gestão possibilita, por meio da definição de objetivos e metas a serem alcançados, uma melhor estruturação dos processos de trabalho e a utilização de tecnologias gerenciais inovadoras. Para além de qualquer inferência sobre a ineficiência do setor público, o que se pretende assinalar é a necessidade de que as inovações propostas por experiências de sucesso da iniciativa privada possam ser apropriadas e implementadas, observados dois aspectos centrais – os ganhos de eficiência e a preservação do interesse público. As metas a serem alcançadas no contrato de gestão do Hospital Costa do Cacau serão acompanhadas e fiscalizadas pela SESAB, através de sua Diretoria de Gestão Indireta.

Os mesmos serviços, hoje prestados, continuarão? Quem será atendido no Hospital da Costa Do Cacau?

O Hospital da Costa do Cacau absorverá todos os serviços de média e alta complexidade hoje disponíveis no Hospital Luiz Viana Filho, com exceção da pediatria. A nova unidade será referência em traumatologia, ortopedia de média e alta complexidade, neurologia e neurocirurgia, cardiologia e cirurgia cardíaca, além de cirurgia de urgência. Está previsto, ainda, incluir serviços de oncologia clínica e cirúrgica, como também transplante renal. Atendimentos clínicos deverão ser referenciados a partir das unidades municipais. Já as especialidades de pediatria, cirurgia pediátrica e obstetrícia clínica e cirúrgica serão estruturadas no novo Hospital Luiz Viana Filho, após a reforma. Durante o período de obras, a Prefeitura de Ilhéus garantirá a abertura de dois ambulatórios de pediatria; a ampliação do atendimento de urgências clínicas e ortopédicas 24h no Hospital São José e na Clinica COCI; o credenciamento de serviço de urgência e internação pediátricas 24 horas na sede do município; além de incremento financeiro e renovação do serviço de obstetrícia da Maternidade Santa Helena por mais um ano.

Quanto ao atual Hospital Regional, os atuais servidores reclamam da falta de diálogo e informações mais precisas sobre o aproveitamento deles. Qual será o destino desses servidores? Que opções lhes serão dadas pelo governo?

Os atuais servidores lotados no Hospital Luiz Viana Filho serão realocados parte no Hospital da Costa do Cacau e parte permanecerá na unidade, que permanecerá aberta, com atendimento pediátrico, até o início da reforma que o transformará em unidade materno-infantil municipal. Durante o período de obras, os servidores que não forem transferidos para o Costa do Cacau serão cedidos às unidades municipais de Ilhéus. Ao fim desse período, retornarão ao Luiz Viana, já transformado em hospital materno-infantil. Já os funcionários terceirizados serão readmitidos, majoritária e preferencialmente, nas vagas disponibilizadas no Costa do Cacau. Os servidores de áreas administrativas poderão espontaneamente optar pela transferência para outras unidades do Governo do Estado na região. A superintendência de recursos humanos (SUPERH) da SESAB coordenará o processo de transição dos funcionários já a partir desta semana.

Como vai ser a transição do Hospital atual, do estado para o município. Enquanto estiver sendo reformado, o atual Hospital Geral Luiz Viana manterá algum serviço para o atendimento à população?

Com a inauguração do Hospital Costa do Cacau em 15 de dezembro, todos os serviços clínicos e cirúrgicos de adultos serão transferidos para a nova unidade. O Governo do Estado viabilizará a manutenção do funcionamento do Hospital Luiz Viana Filho de forma complementar ao Costa do Cacau, até o início das obras de reforma da unidade. O Luiz Viana permanecerá aberto, com atendimento exclusivo de pediatria, até o início da reforma que o transformará em unidade materno-infantil municipal. Durante o período de obras, os serviços pediátricos passarão a ser ofertados por unidades contratadas pela Prefeitura de Ilhéus, com apoio financeiro do Governo do Estado, que garantirá a transferência para o fundo municipal de saúde de Ilhéus de cerca de R$ 400.000,00 mensais para apoiar o contrato da Maternidade da Santa Casa e o credenciamento de serviço de pediatria. O Governo providenciará ainda a cessão temporária de equipamentos para a Maternidade Santa Helena qualificar leitos de UTI e semi-neonatal.

Quanto à municipalização do atual hospital, a transformação em hospital municipal materno/infantil será custeada pelo estado? Como funcionará? Após concluído, o município terá de bancar sozinho o seu funcionamento?

O Governo do Estado irá custear toda a reforma, assim como a aquisição de todos os equipamentos, para que o Hospital Luiz Viana Filho seja transformado em uma das mais modernas e complexas unidades materno-infantis do país. Serão abertos leitos de pediatria, cirurgia pediátrica, unidades de terapia intensiva e semi-intensiva neonatais, leitos PPP (pré-parto, parto e pós-parto), e UTI materna. Após a conclusão da reforma, a unidade será cedida para o município de Ilhéus, que a administrará. O custeio da manutenção da unidade será viabilizado através de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) alocados nos tetos de média e alta complexidade dos municípios que compõem a região de saúde de abrangência da unidade hospitalar, através da programação pactuada e integrada (PPI). O Governo do Estado garantirá a cessão de servidores do grupo saúde para atuarem no novo hospital-maternidade municipal.

Qual a estimativa de investimentos para a obra de adequação do Hospital Luiz Viana em materno/infantil?

Os custos finais dependem da conclusão dos projetos executivos, que estão em andamento. A estimativa é de cerca de R$ 8 milhões.

Em quanto tempo o estado pretende concluir a reforma prevista?

A previsão é que a intervenção dure cerca de nove meses.


Estado deve investir quase R$ 5 milhões na Saúde em Ilhéus

O prefeito Mário Alexandre e o secretário Fábio Villas-Boas

Em reunião realizada na última semana com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, o Prefeito de Ilhéus, Mario Alexandre, firmou compromissos com o Governo do Estado para garantir a assistência à saúde de Ilhéus, durante o período de reforma do Hospital Luiz Viana Filho, com vistas à implantação do Hospital Materno Infantil de Ilhéus.

Está prevista a transferência mensal para o fundo municipal de saúde de Ilhéus de recurso financeiro de aproximadamente de R$ 400 mil – o que representa R$ 4,8 milhões por ano –, para apoiar o contrato da Maternidade e o credenciamento de serviço de pediatria.

A Prefeitura garantiu viabilizar as seguintes medidas: ampliação imediata da cobertura de pontos de atenção primária (postos de saúde); abertura de dois ambulatórios de pediatria; ampliação imediata do atendimento de urgências clínicas e ortopédicas 24h no Hospital São José e na Clinica COCI; credenciamento de serviço de urgência e internação pediátricas 24 horas na sede do município; incremento financeiro e renovação do serviço de obstetrícia da Maternidade Santa Helena por mais um ano.

Já o Governo do Estado viabilizará a manutenção do funcionamento do Hospital Luiz Viana Filho de forma complementar ao Hospital Regional da Costa do Cacau (HRCC), até o início das obras de reforma da unidade; a cessão de servidores do grupo saúde para atuarem no novo hospital-maternidade municipal; a cessão temporária de equipamentos para a Maternidade Santa Helena qualificar leitos de UTI e semi-neonatal; Quanto aos atuais servidores lotados no Hospital Luiz Viana Filho, parte será realocada no HRCC e parte permanecerá na nova estrutura hospitalar materno-infantil municipal que surgirá após a reforma da unidade. Já os funcionários terceirizados serão avaliados pela Organização Social que administrará o HRCC a fim de preencher, se possível, as vagas na unidade.

Durante o período de reforma do Hospital Luiz Viana Filho, os servidores que não forem transferidos para o HRCC permanecerão cedidos às unidades municipais de Ilhéus, ao fim do qual retornarão ao Luiz Viana, já transformado em hospital materno-infantil. 


PALMAS

– PARA as iniciativas que antecedem a próxima edição do Mutirão do Diabetes, em Itabuna. Recentemente, a pedalada azul reuniu mil ciclistas, chamando a atenção para a importância da atividade física no controle dos níveis de glicemia. Movimentar-se é fundamental para todos. Quando há alguma alteração na taxa de açúcar no sangue, então, torna-se ainda mais necessário. (foto)


VAIAS

– PARA o descuido com a segurança dos profissionais que montam a passarela sobre o rio Cachoeira, na região da chamada Ilha do Jegue, em Itabuna. A cena foi flagrada em fotos e vídeos esta semana. Foi destacado que o perigo é ainda maior naquela área, onde há grande quantidade de pedras.

PARA a falta de fiscalização dos órgãos competentes diante do transporte clandestino. O acidente de ônibus que matou sete baianos no último domingo alerta para a situação. O veículo saiu de Itabuna para São Paulo, virou em Minas Gerais e só após o acidente tornou-se pública a informação da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) de que não havia autorização para a viagem. Ora, se são semanais as saídas irregulares do centro da cidade, a quem cabe proibir? (foto)


Chuva cancela pousos e decolagens no aeroporto de Ilhéus

O tempo nublado compromete a visibilidade para comando das aeronaves

O tempo com intensa chuva e nebulosidade fez o aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, interromper as atividades das 14h43min às 15h52min desta terça-feira (14). Por isso, foram cancelados quatro pousos e quatro decolagens.

Conforme o Diário Bahia apurou em contato com o local, foram suspensas as seguintes aterrissagens: Voo Avianca 6327, que chegaria às 15h15min; Azul 2417, que pousaria às 13h10; Azul 4048, de 16h35min, e TAM 3618, que chegaria às 14h34min.

Em consequência, foram canceladas as decolagens seguintes: Avianca 6327, que sairia às 15h45min; Azul, que sairia com número 2422, às13h40min; outro Azul, que partiria como 4251, às 17h05min. Já o TAM, sairia com número 3619, às15h22.

Neste momento, o aeroporto de Ilhéus está aberto. Estão previstos pousos da viação Azul às 23h40min e 23h45min. As respectivas decolagens estão marcadas para 3h55min e 5 horas da manhã de quarta-feira (15).

 

Atualizada às 22h27min

Os pousos e decolagens previstos para acontecer durante a tarde em Ilhéus foram transferidos para o aeroporto de Comandatuba.

 


Tribunal nega volta de prefeitos de Eunápolis e Porto Seguro

Robério e Cláudia estão afastados desde a última terça (Fotomontagem: Bahia Notícias)

Por decisão do ministro Ribeiro Dantas, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), está negado o pedido da defesa dos prefeitos afastados de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, e Eunápolis, Robério Oliveira, ambos do PSD, retornarem aos cargos.

O afastamento deles foi ordenado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, acatando solicitação do Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação Fraternos. Deflagrada na última terça-feira (7) pela Polícia Federal, a ação investiga um esquema de desvio de dinheiro de mais de R$ 200 milhões nas prefeituras das duas cidades e também em Santa Cruz de Cabrália, município comandado por Agnelo Santos (PSD), irmão de Cláudia.

O gestor de Cabrália também está afastado do cargo. Procurada, a defesa do casal informou que ainda não teve acesso aos termos da decisão e, por isso, não vai se pronunciar. (Com informações do Bahia Notícias).


Confirmado: Hospital Costa do Cacau será inaugurado em dezembro

Visita de autoridades ao Hospital Regional Costa do Cacau (Fotos: Clodoaldo Ribeiro)

Na manhã de sábado (11), o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, esteve em Ilhéus, acompanhado da equipe técnica da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e também do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, para vistoriar a maior obra estruturante na saúde pública no sul da Bahia, nos últimos 35 anos – O Hospital Regional Costa do Cacau. “Vim revisar todos os detalhes para que dia 15 de dezembro, o Hospital Regional Costa do Cacau esteja em pleno funcionamento”, afirmou o titular da Sesab.

Ao percorrer por todo o hospital, Vilas-Boas observou os detalhes da estrutura de um modo geral e foi bastante criterioso quanto a revisão da unidade. Segundo ele, o Costa do Cacau é o mais moderno equipamento hospitalar implantado no sul da Bahia e um dos mais modernos do país. “O hospital possui mais de 230 leitos, e atenderá as demandas da região cacaueira em urgência e emergência. Também as cirurgias eletivas de alta complexidade, incluindo as cirurgias cardíaca, neurológica e ortopédica”, explicou.

Hospital ensino

Ainda de acordo com o secretário, “graças às políticas de integração do governo do estado, a nova unidade hospitalar servirá como um hospital ensino, e, a parceria da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) é primordial. A cada dia, os hospitais da rede estadual estão à disposição do ensino, trazendo avanços tecnológicos nas áreas da saúde”, pontuou.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, destacou a importância de manter uma parceria do município com o governo do estado. Na avaliação do gestor, a operação do hospital vai melhorar a saúde do município e descentralizar as demandas suprimidas nos hospitais de Ilhéus e Itabuna. “O governo do estado vai entregar para a região um grande hospital. Moderno, amplo e com um desenho arquitetônico como poucos hospitais do Brasil possuem. Esse importante equipamento, aliado com a futura Policlínica, muda o quadro da saúde em nosso município”, assinalou o prefeito.

Para a secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira, a região sul da Bahia não possuía uma estrutura de alta complexidade de ponta como esta que está sendo implantado no município. “Teremos enfim, um centro de referência e atenções de alta especialidade que vai desafogar dando uma atenção melhor a população de Ilhéus, Itabuna e adjacências. Isso garante a sobrevida e o não encaminhamento à Salvador, diminuindo tempo e custos”, frisou.

Funcionamento e gestão 

Segundo a Sesab, parte dos profissionais e servidores que integram o quadro de funcionários do atual Hospital Regional Luiz Viana Filho, será transferida para o novo Hospital Costa do Cacau. O Instituto Gerir é a Organização Social selecionada para administrar a unidade. “Esse formato, garante mais agilidade à gestão do hospital porque o parceiro privado não precisa seguir os mesmos trâmites burocráticos para contratação e aquisição de equipamentos. Isso garante mais rapidez no atendimento das necessidades da unidade”, disse o superintendente técnico do Instituto Gerir, José Mário Teles.

Participaram também da visita ao Hospital Regional Costa do Cacau, o prefeito e a secretaria de Saúde de Itabuna, Fernando Gomes e Lisias São Mateus, respectivamente, a reitora da Uesc, a professora Adélia Pinheiro; o vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal Pacheco; os secretários municipais de Governo, Alisson Mendonça; de Infraestrutura Transporte e Trânsito, Hermano Fahning e de Comunicação, Alcides Kruschewsky.