Amante confessa assassinato de empresário da Telexfree

A amante do empresário Dorian da Silva Santos, um dos pioneiros da Telexfree na Bahia, assassinado esta semana em Feira de Santana, confessou ter planejado o crime. Ela é Daiane de Oliveira Dias, tem 20 anos e foi levada para a delegacia hoje. De acordo com o delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios … Leia Mais


Mulher é acusada de matar o amigo durante bebedeira em Itabuna

A polícia Militar prendeu, em flagrante, Alexandra de Jesus Sales, suspeita de matar, a golpes de faca, Carlos de Jesus Santos, de 31 anos. O crime aconteceu no final da manhã desta sexta-feira (22), durante uma bebedeira, no Loteamento Paraíso, em Itabuna. A acusada negou o crime, mas admitiu que ela e a vítima eram … Leia Mais


Acusado de matar dentista em Ibicaraí é preso no Rio de Janeiro

  Três anos após o crime, a Polícia do Rio de Janeiro prendeu quinta-feira (21), o suspeito de matar o dentista Cleidson Dias Cardoso. O assassinato aconteceu em julho de 2013, na cidade de Ibicaraí, há quilômetros de Itabuna. Deyvid Dantas, foragido desde aquela época já havia sido localizado no Rio. No entanto, a polícia … Leia Mais


Fuga termina em acidente e morte em Itabuna

    Uma pessoa morreu e outra ficou ferida após um acidente ocorrido na noite de quarta-feira (20), na rua Getúlio Vargas, no bairro Santa Inês, em Itabuna. Segundo a polícia, as vítimas estavam uma moto Brós, preta, de placa OKS-1022 e teriam fugido assim que avistaram uma viatura do TOR (Tático Ostensivo Rodoviário), da … Leia Mais


Fundador da Telexfree na Bahia é executado

Foi encontrado morto na tarde de ontem (19), em um matagal no município de Feira de Santana, o empresário Dorian da Silva Santos, um dos primeiros representantes da Telexfree, na Bahia. O corpo da vítima, que estava com as mãos amarradas e apresentava marcas de tiros na cabeça, foi localizado no povoado de Caetano, distrito … Leia Mais


Idosos se passavam por funcionários da Previdência Social para aplicar golpes

 

A dupla de idosos já respondia por estelionatos em outras cidades do interior (fotos: Blog Giro em Ipiaú)
A dupla de idosos já respondia por estelionatos em outras cidades do interior (fotos: Blog Giro em Ipiaú)

Policiais da Guarnição Bravo do PETO e do Batalhão de Barra do Rocha prenderam, na tarde da última segunda-feira (18), dois idosos acusados de estelionato. Valter Nascimento da Silva, de 67 anos, e Elias Ribeiro de Oliveira, de 63, estavam dentro de um carro e viajavam com destino ao distrito de Tapirama, município de Gongogi.

Os suspeitos, que foram apresentados na delegacia de Itagibá, se faziam passar por funcionários da Previdência Social. Segundo a polícia, eles procuravam pequenos proprietários de terras e, sob a desculpa de estarem atualizando “dados cadastrais”, se apoderavam dos documentos das vítimas. Depois, trocavam os cartões com as senhas e, finalmente, aplicavam o golpe.

Valter e Elias já são reincidentes. Já respondem por estelionato, inclusive, em cidades como Buerarema, Dário Meira e Nova Canaã. Ao ser preso, Valter Nascimento apresentou documentação falsa em nome de Sebastião da Hora Vasconcelos e poderá responder também por falsidade ideológica. Em poder dos anciões, que seriam de Itabuna, os policiais apreenderam vários cartões de crédito e bancários.

 


Execução de cigano pode ter sido motivada por vingança

 

O cigano foi executado dentro do carro e caiu no colo da esposa, que também foi atingida pelos tiros (foto: Verdinho Itabuna)
O cigano foi executado dentro do carro e caiu no colo da esposa, que também foi atingida pelos tiros (foto: Verdinho Itabuna)

Vingança. Esta, provavelmente, deverá ser uma das linhas de investigação da polícia no caso da morte do cigano Jal Rodrigues Marques. O homem, que foi a quinta vítima da violência neste mês de julho e a 77ª do ano, foi executado no início da noite de segunda-feira (18), no bairro Jaçanã, em Itabuna.

Na noite em que foi morto, Jal dirigia um veículo Gol, de placa PJZ-1137. Quando passava pela rua Isaura Pinho, o carro dele foi interceptado por dois homens em uma motocicleta Bros, preta, de placas não anotadas. O motorista foi executado com aproximadamente quatro tiros de pistola calibre 380. Um dos disparos atingiu o rosto, deixando a face completamente desfigurada. Os demais tiros alvejaram as costas e nádegas. Jal morreu na hora.

A esposa da vítima, Luciene Dantas da Silva, de 41 anos, que estava dentro do automóvel, ao lado do marido, também foi baleada. Ela foi atingida em uma das pernas. A cigana foi socorrida pelo Samu e levada para o Hospital de Base, onde foi medicada e liberada algumas horas depois.

O pai, a irmã e o filho do cigano Jal Marques estiveram no local do crime. O desespero foi grande, sobretudo por parte de um dos filhos da vítima. A criança, que aparenta ter seis anos de idade, gritava, descontrolado, diante do corpo inerte do pai: “Não me deixe não, painho!”, apelou. A cena comoveu as dezenas de pessoas que se aglomeraram na rua, palco do assassinato, e até policiais e peritos do Departamento de Polícia Técnica.

Suspeitas como latrocínio foram, de imediato, descartadas pela polícia, uma vez que nada do cigano foi roubado pelos assassinos. As características de uma execução sumária prevalecem: tiros, praticamente à queima-roupa e em alguns locais vitais. Por enquanto, o crime ainda está cercado de mistérios. A polícia tenta descobrir se houve ou não mandantes. Testemunhas já começaram a ser ouvidas.

O cigano morava no bairro Novo Jaçanã.

 

Atentado

Ainda na segunda-feira (18), no final da tarde, um homem, identificado como José Antônio Santos, foi alvejado na perna esquerda durante um atentado, no bairro Nova Esperança, imediações do presídio de Itabuna. O alvo dos criminosos, acredita a polícia, seria o ex-detento Luciano Conceição Neves, que tinha acabado de deixar a prisão.

José Antônio dirigia um veículo Gol, preto, e tinha ido, em companhia de mais duas mulheres, buscar Luciano. Assim que o grupo saiu do presídio, foi surpreendido pelos atiradores. Mesmo ferido, o motorista conseguiu dirigir o veículo até o entroncamento de Itapé, onde manteve contato com a polícia daquela localidade.


Governo investe mais de R$ 3 milhões no presídio de Itabuna

site anexo itabuna 6
Inauguração do anexo III do Conjunto Penal de Itabuna

O sistema prisional em Itabuna foi ampliado com a entrega do Anexo III do Conjunto Penal na sexta-feira (15). A obra, realizada pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), recebeu R$ 3,2 milhões em investimentos, com recursos próprios do Governo do Estado.

Além da criação de 96 vagas, as intervenções incluíram a construção de um muro de proteção com guaritas de segurança. A nova unidade será utilizada para os detentos que cumprem o regime semiaberto. O Conjunto Penal já dispunha de 574 vagas.

“Essas novas vagas permitirão a reorganização da unidade e a melhor acomodação das pessoas privadas de liberdade, garantindo a humanização no cumprimento da pena”, destaca o major Júlio César Ferreira dos Santos, superintendente de Gestão Prisional da Seap.

A construção do Anexo III em Itabuna faz parte do programa Pró-Segurança, do Governo da Bahia. Com investimentos de R$ 151 milhões, a iniciativa prevê a abertura de 4.071 vagas no sistema prisional de Salvador, Itabuna, Paulo Afonso e Juazeiro, bem como a construção de novas unidades em Vitória da Conquista, Irecê e Barreiras.

De acordo com o chefe de gabinete da Seap, Carlos Sodré, por meio de parceria com o governo federal, também serão construídas unidades nos municípios de Feira de Santana, Bom Jesus da Lapa, Luís Eduardo Magalhães e Lauro de Freitas. “A Bahia é o estado com maior ampliação de vagas no sistema prisional, além de investir em programas de ressocialização que permitam ao apenado o retorno ao convívio social”.


Incêndio atinge secretaria da escola municipal de Ilhéus

site 5-Incendio
O incêndio destruiu parte da secretaria da escola

Funcionários da Escola Municipal Dom Eduardo, localizada na avenida Princesa Isabel, em Ilhéus, foram surpreendidos, na manhã da última quarta-feira, dia 13, por um incêndio que consumiu boa parte da estrutura da secretaria.

As chamas foram iniciadas, possivelmente, durante a madrugada, de acordo com relato da diretora da unidade, Geovana Rosa dos Santos, que registrou o caso na Delegacia de Polícia Civil.

Foram perdidos no incêndio ventiladores, mesas, cadeiras, além de ter sido danificado o forro do teto e as janelas de vidro. Uma perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi realizada na tarde de quarta-feira, para tentar determinar a causa. As aulas, no entanto, continuam sendo realizadas normalmente na unidade escolar.


Índio acusado de matar cunhado disse que agiu em legítima defesa

site indio_preso
Railton confessou o crime

Já está custodiado, na Delegacia Territorial de Arraial D’Ajuda, o índio Railton Silva Nunes, de 40 anos, acusado de matar a golpes de facão o cunhado Edicarlos de Jesus Souza, de 37. O crime aconteceu no final de semana passado, dentro de um bar.

Na noite do homicídio, os indígenas, moradores da Aldeia Velha, em Itaporanga, estavam bebendo quando de repente começaram a discutir. Em depoimento à polícia, testemunhas relataram que a briga começou após Edicarlos dizer que o cunhado havia sido traído pela esposa.

No entanto, Railton negou a informação. Ele garante que agiu em legítima defesa, uma vez que a vítima teria lhe ameaçado. O acusado, que fugiu depois do crime, foi preso em casa na segunda-feira.


Itabuna registra duas mortes em menos de 12 horas

O comerciante foi assassinado neste local
O comerciante foi assassinado neste local

Itabuna registrou dois homicídios em menos de 12 horas. A mais recente vítima foi um homem identificado apenas como Rodrigo, executado na manhã desta quarta-feira (13), em um matagal próximo ao antigo aeroporto do bairro Lomanto. A maioria dos tiros acertou o jovem na cabeça. Moradores da localidade relataram ter ouvido o barulho dos tiros.

Já no início da noite de ontem (12), um comerciante foi assassinado com, aproximadamente, 10 tiros, quando estava sentado na porta da loja do pai dele, no bairro Mangabinha. Cláudio José Nunes Bonfim tinha 32 anos e, segundo amigos, não tinha envolvimento com o crime. Os assassinos, segundo testemunhas, chegaram em uma moto.

A morte do rapaz, que era casado e deixou uma filha pequena, ainda está cercada de mistérios.


Engenheiro que atropelou e matou menina diz que culpa foi da vítima

site carro
O carro foi localizado numa oficina, após denúncia anônima (Foto: Oziel Aragão/Plantão Itabuna)

De um lado, os pais, que clamam por Justiça e exigem a prisão daquele que atropelou e matou uma garota de apenas 14 anos. De outro, um engenheiro civil, em liberdade, que alega inocência e culpa a vítima por supostamente atravessar a faixa de pedestre “inadvertidamente”, não lhe dando tempo de evitar a batida.

Este é o resumo de um caso que ganhou repercussão nos últimos dois dias, desde que a adolescente Giovannia Brito, de 14 anos, teve a vida interrompida, quando seguia para o ponto de ônibus, próximo à praça Camacan, centro de Itabuna. Ela morava no bairro Jorge Amado e tinha acabado de sair do shopping, onde tinha ido com o irmão, na noite de sábado (09).

site okok 1-geovania
Giovannia teve a vida interrompida após um passeio no shopping

O pai de Giovannia, Hércules Araújo de Oliveira, de 32 anos, disse que a filha sofreu múltiplas fraturas. “O carro ficou parecendo que bateu num poste. Imaginem como não ficou o corpo da minha filha. Ela teve três costelas quebradas, pulmão perfurado, o crânio abriu em três partes, o braço quebrou, o queixo deslocou todo”, relatou o homem, revoltado.

O veículo – modelo HB20 – foi apreendido na noite de segunda-feira (11), escondido numa oficina da cidade. O carro era dirigido pelo engenheiro civil Felipe Damásio, que se apresentou logo depois da apreensão, acompanhado de dois advogados.

Em depoimento, ele garantiu que não estava bebendo, nem dirigindo em alta velocidade. Contou também que não prestou socorro porque ficou com medo de ser linchado, uma vez que o local estava lotado de pessoas, que se aproximaram no momento do acidente.

O carro conduzido por Felipe era emprestado. O dono do automóvel seria ouvido ontem (12), mesmo dia em que prestaram depoimento os pais da vítima. “Eu pedi para eles [os filhos] deixarem para sair no domingo, porque era mais tranquilo. Minha filha saiu para se divertir, ela não merecia isso. Quero que ele [o motorista] pague o que fez com minha filha”, desabafou Maria Tatiana de Jesus Brito, de 30 anos, mãe da estudante, que era aluna do Colégio Estadual de Itabuna.

Quanto ao fato de a garota ter problemas na visão, ela afirmou que a menina usava óculos, sim, mas que conseguia enxergar perfeitamente. Além disso, Tatiana e Hércules ressaltaram que sempre orientaram os filhos a se comportar no trânsito, respeitando os sinais e atravessando somente na faixa de pedestre.

Segundo o coordenador da 6ª Coorpin, André Aragão, a delegada Katiana Amorim, responsável pelo caso, deve indiciar o engenheiro por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Felipe Damásio foi liberado logo após prestar depoimento.

O carro, localizado após denúncia anônima, continua no pátio do Complexo Policial. Fragmentos do corpo da adolescente foram encontrados pelos peritos no pára-brisa do veículo. De acordo com o perito Messias Malheiros, o material já foi enviado para o Laboratório Central, onde será analisado.


Jovem é baleado na cabeça em Itabuna

site 3- arma
Atentados viraram uma constante, a qualquer hora, em Itabuna

Itabuna foi palco de mais um atentado na manhã desta terça-feira (12). O crime aconteceu nas imediações da praça do bairro São Pedro, onde um jovem identificado como João Victor Dias Santos, de 18 anos, foi atingido por vários tiros na cabeça.

O rapaz foi socorrido pelo Samu para o Hospital de Base. O estado de saúde da vítima era considerado grave até fechamento dessa matéria. Ainda não se sabe a motivação da tentativa de homicídio. João Victor, segundo testemunhas, não tinha envolvimento com o crime, mas seria usuário de drogas.


Subtenente se apresenta à polícia após ser acusada de atirar no marido

site visita_hospitalilheus
José Roberto Santos foi internado no Hospital Geral de Ilhéus

A subtenente da Polícia Militar Rita de Cássia Santos Silva, acusada de atirar no próprio marido, durante uma discussão por causa de ciúmes, se apresentou na segunda-feira (11), na delegacia e na Corregedoria da Polícia Militar, em Ilhéus.

José Roberto Santos foi alvejado no braço e no tórax. A vítima foi socorrida para o Hospital Geral de Ilhéus, onde passou por uma cirurgia. Ele continuava internado até o fechamento dessa matéria.

Um processo administrativo foi aberto pela Polícia Militar para investigar o caso. A subtenente, que continua trabalhando normalmente, está na corporação há mais de 20 anos.

 


Rapaz é executado em frente a bar em Ferradas

site hj 2-assassinato
Henrique, morto neste local, foi a segunda vítima do mês de julho

Um homem foi executado no início da madrugada desta segunda-feira (11), em Itabuna. O palco do crime foi o bairro Ferradas, onde a vítima, identificada como Henrique Rocha Nolasco, de 27 anos, foi surpreendido pelos assassinos, em frente a um bar, próximo à praça da comunidade.

Henrique foi alvejado com vários tiros de pistola Ponto 380. O rapaz morava no bairro Santo Antônio. Segundo a polícia, ele tinha envolvimento com o crime e, inclusive, já havia sido preso por tráfico de drogas, em 2012.

A motivação do homicídio está sendo investigada. Este é o segundo assassinato do mês de julho.

 

Atentado

Já no bairro Banco Raso, em Itabuna, um homem foi baleado na noite de domingo (10). Leonardo Ferreira, de 28 anos, que também mora no Santo Antônio, foi socorrido em um carro particular e levado para o hospital de Base.

Os criminosos, segundo testemunhas, estavam em um veículo Pálio vermelho. Leonardo, que sofreu ferimentos nas nádegas e coxa, foi medicado e liberado na mesma noite.