Cida Lisboa deixa Itabuna e parte para soltar voz no Rio de Janeiro

Cida Lisboa vai tocar um novo projeto no Rio de Janeiro

A locutora Cida Lisboa, figura feminina consolidada no rádio FM em Itabuna e também nos comerciais (quem esquece a personagem Dona Mara?!), está de malas prontas para o Rio de Janeiro. Ela aceitou convite para trabalhar na capital carioca, onde seguirá soltando a bela voz que tanto faz companhia pelas ondas sonoras.

Mineira, Cida morou 21 anos em Itabuna. Contou ao Diário Bahia que parte motivada pela oportunidade de realizar um trabalho artístico-cultural que vem desenvolvendo há seis meses – o projeto 10. “A intenção era realizar aqui na região por ter tantos artistas de talento em todas as áreas, já que o objetivo é justamente a valorização do artista regional”, revelou.

Com o projeto aprovado no Rio de Janeiro, a comunicadora destaca os apoios já recebidos. “Resolvi encarar mais esse desafio. Juntando o agradável ao mais agradável ainda, estarei mais próxima aos meus familiares, que residem parte no Rio e parte em Belo Horizonte”, completou.

Especificamente sobre Dona Mara, personagem tão famosa na voz de Cida, ela derreteu-se: “Dona Mara é tão marcante que é bem mais conhecida que eu (risos). E ela vai continuar, é claro, e vem coisa nova por aí; Dona Mara não para. Fiz outros personagens com voz de homem, criança, velha, mas nenhum igual à Dona Mara”.

Quem vai se esquecer da “Dona Mara”?

Trajetória

A locutora mineira (e quase grapiúna) teve experiência, ainda, como produtora de Max Gonzaga, passou dois meses produzindo shows em São Paulo, São José dos Campos. Já em Ribeirão Preto, com o artista chileno Alejandro Ubilla, que gravou duas composições dela em espanhol.

Cida Lisboa atuou em Itabuna no Studio Brown, onde exercitou as habilidades como produtora artística e musical, compositora de músicas e jingles e locutora publicitária. Paralelamente, foi convidada para integrar a equipe da Morena FM, como locutora, apresentando o programa Morena by Night, das 22 horas às 2 da madrugada.

Ela disse que pretende continuar com as atividades no estúdio, agora em outras terras. Mas fez questão de deixar uma mensagem para ouvintes-fãs, que por tantos anos acompanham o trabalho dela por aqui.

“Sentirei saudade demais de cada um que conheci pessoalmente ou só virtualmente. Eles enviavam mensagens, iam junto comigo nos meus momentos de descontração, e muitos acompanhavam diariamente a programação, enquanto trabalhavam, descansavam, namoravam … Sentirei muita saudade da minha Bahia, terra que me acolheu com todo o carinho  e jamais  esquecerei dos grandes amigos que fiz aqui e de tudo que vivi de forma tão intensa. Eu volto pra matar a saudade, com certeza. Obrigada, Itabuna! Gratidão”.