Ísis Rosário fecha 2017 como estrela da natação em Itabuna

Seja nas piscinas, seja na imensidão do mar, Ísis brilha
Ísis Rosário exibe uma pequena parte da coleção de troféus

O ano de 2017 foi pra lá de especial para a itabunense Ísis da Silva Rosário, de 15 anos. Mas não estamos falando do sapatinho de salto, tiara com pedrarias e vestido de princesa, típicos das festas de debutante. Essa moça ganhou brilho ao faturar 26 troféus após rápidas e precisas braçadas no mar e nas piscinas Bahia, Brasil e até Colômbia afora. Vamos fazer uma retrospectiva?

A conquista, digamos, de maior expressão foi no Campeonato Sul-Americano, realizado em terras colombianas. Nossa grapiúna representou a Seleção Brasileira de Maratonas Aquáticas. E saiu dali entre as três melhores nadadoras da América do Sul! Em âmbito nacional, também logrou o terceiro lugar no Campeonato Brasileiro, sediado em Santa Catarina. Já no plano estadual, ela foi considerada a atleta do ano, segundo a FBDA (Federação Baiana de Desportos Aquáticos).

Esta colocação, especificamente, é fruto dos resultados alcançados por Ísis, também, no solo – aliás, nas águas – desse recorte do país. Ela venceu o Campeonato Baiano na categoria geral, com o somatório dos pontos em 10 competições. Em todas as etapas, esteve entre os indiscutíveis destaques.

Preparação e sonho

Ísis aprendeu a nadar com apenas três anos e compete desde os seis. Faz parte da equipe do Ciso, tida como um celeiro de bons nadadores. Ela treina de segunda a sexta-feira, duas vezes por dia, e aos sábados, pela manhã. Todo o preparo ocorre com treinamento criterioso do professor Luiz Carlos, que ela chama carinhosamente de tio Luiz.

Para as passagens que a levaram até as disputas, a atleta contou com o patrocínio da Sono Diagnóstico. Já a alimentação era custeada pelo pai, José Luís Rosário. Junto com a mãe, Zildete Silva, ele é o maior incentivador da garota. Animados, eles agradecem àqueles que abraçaram o projeto dessa desportista ao longo do ano. Entre os apoiadores, o próprio Ciso, na pessoa de Marcos Brandão; a nutricionista Aline Gomes; a fisioterapeuta Monalisa Lima e a psicóloga Valéria Rihan.

Ísis Rosário concluiu o 1º ano do ensino médio e deseja ser veterinária. Mas este é um plano B; o objetivo principal, revela, é continuar com a natação. Determinada na mesma medida da serenidade, ela quer vaga no Campeonato Mundial, cuja seletiva acontece em 2018. E o sonho maior continua sendo a Olimpíada de 2020. Tem grandes chances de chegar lá, hein?