Itabuna perde professor Antônio Costa

Antônio Costa deixa exemplo de retidão e senso de justiça

Vítima de problemas cardíacos, morreu no final da manhã desta sexta-feira (10), em Itabuna, o professor Antônio Costa. Ele tinha 81 anos, estava internado há 15 dias no Hospital Calixto Midlej Filho, para colocar um marca-passo.

O professor Costa, como era chamado, era atuante em diversas frentes na cidade. Era presidente da Academia Maçônica de Letras, foi tesoureiro da Academia Grapiúna de Letras e foi diretor da unidade local da FTC (Faculdade de Tecnologia e Ciências).

Por formação, era engenheiro agrônomo e trabalhou na Ceplac. Para os amigos, tido como uma pessoa serena, pacata e bastante comprometida com as causas em que acreditava. “Uma figura notabilíssima, um amigo 100 por cento”, definiu o jornalista Ramiro Aquino, presidente da Agral.

Já a administradora Kelly Dourado, que estudou na FTC e foi presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) na gestão de Costa, completou: “Com lágrima nos olhos, recordo a sua humanidade, humildade, capacidade de abraçar e acolher, sobretudo os mais necessitados”.

O velório de Antônio Costa ocorre no SAF e o sepultamento está marcado para amanhã (11), às 16 horas, no Cemitério Campo Santo.