Itabunense Márlon Viana é destaque como artista plástico no sul do Brasil

Márlon Viana dá show de talento, agora noutro pedaço do Brasil (Fotos: Reprodução/Facebook)

O artista plástico itabunense Márlon Viana segue semeando talento e colhendo sucesso no sul do Brasil. Recentemente, ele levou ao público a exposição “Formas Híbridas”, na sala Monet Plaza Arte, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A mostra reúne telas a óleo e acrílico, a maioria produzida na graduação dele em Desenho e Plástica.

“São obras que representam um período desconfortável, o qual não traz boas recordações, por isso resolvi extravasar esses sentimentos vivenciados nesta fase, através das tintas, desenvolvendo trabalhos onde a principal intenção não seria a estética final, e sim exteriorização de sentimentos que me incomodaram naquele momento difícil”, relatou ao Diário Bahia.

A exposição, explica Márlon, faz parte de um turbilhão de emoções. Por isso, predominam cores fechadas, escuras, com pinceladas curtas e contidas. A ideia é expressar tensão e sentimentos fortes, exteriorizando formas aparentemente disformes. “Mas que se assemelham a figuras humanas, com semblantes tristes, sem brilho no olhar, sem risos …”, detalhou.

Exposição “Formas Híbridas” dá cor a turbilhão de sentimentos

Novo ciclo

Com a veia criativa sempre pulsante, Viana disse estar focado na elaboração de novas obras. A pretensão é expor num futuro próximo. “Certamente, será uma produção bem diferente das expostas atualmente, iniciando um novo ciclo, embora sempre tendo como inspiração os sentimentos”, adiantou.

Ele garante que o intuito é convidar os espectadores a uma verdadeira viagem através de emoções, transportando para o plano dos sonhos. “[Levar] os sentidos dos observadores a uma dimensão utópica e inexistente, a uma percepção intuitiva de algo que pode existir, porém não existe (…). Admirar a arte abstrata é ter a capacidade de enxergar o que poucos veem”, filosofou o artista grapiúna.

Na memória

Márlon Viana está na memória do público regional, também, pelos trabalhos como modelo e pela participação em comerciais na TV. Ao longo de anos, ele participou de desfiles junto à Modarte e Cia de Eventos. Na época, ganhou a passarela com belezas que ganharam projeção nacional, a exemplo de Mari Antunes e Aline Rosa.

Nas festividades pelos 500 anos do Brasil, promovidas pelo governo estadual, lá estava ele no elenco, ao lado de atores globais, como Othon Bastos e Jackson Costa.