Polícia afirma que fisioterapeuta carbonizado no Japu foi assassinado

Segundo informações do blog Agravo, a Polícia Civil de Ilhéus acredita que o fisioterapeuta Jaime Brito Júnior, de 32 anos, foi assassinado. O corpo, que pode ser dele, foi encontrado carbonizado no interior de uma casa no distrito de Japu, em Ilhéus, na terça-feira (19). A identificação do corpo ainda será realizada por meio de exames no Departamento de Polícia Técnica. A polícia constatou que o corpo possuía fraturas na região do crânio e do maxilar.

No dia do crime, a mãe de Jaime havia divulgado um áudio no Whatsapp onde afirmava que acreditava que a morte havia sido acidental, pois não havia sinais de arrombamento e uma vela estava próxima a cama na qual o corpo foi encontrado.