Polícia conclui que morte de Thayná Verena foi acidental

A Polícia Civil de Ilhéus concluiu, após investigações do Núcleo de Homicídios, a investigação da morte da estudante Thayná Verena. A jovem caiu de um carro em movimento na Avenida Soares Lopes em 17 de janeiro de 2016. A conclusão da polícia é de que a morte foi mesmo acidental.
Na época, o então namorado da adolescente chegou a ser conduzido por dirigir alcoolizado e liberado após prestar depoimento e pagar fiança. Ele disse, em depoimento na delegacia, que Thayná teria tentado sentar na janela do carro, mas ele não deixou e ela se jogou do carro. A família mostrou desconfiança sobre a versão do namorado e solicitou investigação do ocorrido.
Testemunhas foram ouvidas e uma reconstituição do caso foi realizada, além da perícia feita no dia do acidente.