Programa Primeiro Emprego leva 4.370 ao mercado de trabalho

Para ter a chance de contração, é preciso manter o cadastro atualizado (Foto: Mateus Pereira/GOVBA)

Para se inserir no mercado de trabalho, é preciso ter experiência, mas como ter experiência sem ter uma oportunidade inicial? Buscando uma solução para esse impasse, o Governo do Estado criou o Programa Primeiro Emprego, que completou um ano na terça-feira (30). A data foi comemorada com uma solenidade no auditório do Senai Cimatec, em Salvador, e contou com a participação do governador Rui Costa e de secretários estaduais.

Na ocasião, foram efetuadas 1.320 novas contratações. “Hoje, a adrenalina e emoção tomam conta de mim. Se a oportunidade de ser governador se resumisse a esse instante eu já estaria grato a Deus. É gratificante materializar sonhos de famílias baianas e dar oportunidade de trabalho e de uma vida para esses jovens profissionais esforçados”, afirmou Rui Costa.

Neste primeiro ano, foram inseridos 4.370 profissionais no mercado de trabalho, oriundos de cursos técnicos e profissionalizantes de escolas da rede pública estadual. Dividida em dois ciclos, a ação prevê um total de 11.478 contratados, com carteira assinada, até o final de 2018.