ATITUDES PRESIDENCIAL!


Não estamos defendendo partidariamente a pessoa alguma, simplesmente fiscaliza


Antonio Nunes de Souza*

Assim como todos políticos oportunistas, nosso presidente Jair Messias Bolsonaro está se aproveitando da distribuição financeira de ajuda em função de epidemia, para ampliar a sua simpatia, ou mesmo, passar a ser mais aceito, como se estivesse fazendo uma coisa super benéfica que ninguém jamais farias! Lógico, claro e evidente, que trata-se de uma previa de campanha para sua pretenciosa reeleição que, seria mais sensato tratar de fazer obras, cuidar da educação e das outras necessidades básicas!

E na verdade, não é essa a realidade e nem o momento é para se fazer cobrança, por uma atitude proposta e aprovada pela câmara e senado, apoiada pelos ministros!

Trata-se de uma questão humanitária que, sinceramente, é mais que meritória, uma vez que a população está reprimida, deprimida, muitos desempregados, doentes, com fome e realmente necessitando de um auxílio extra.

Creio até que essa atitude deveria ser transformada em lei, entretanto com uma fiscalização rígida e bem controlada, pois, infelizmente, muitas pessoas sem caráter, se inscreveram e estão recebendo sem que sejam participantes dos realmente necessitados! Não acredito que serão conseguidos os ressarcimentos!

Constaria como uma merecida e muita necessária “distribuição de rendas”, saindo um pouco do hábito e costume do rico ficar mais rico e o pobre ficar mais pobre, ou, se transformem em miseráveis! Essa solidariedade tem que existir, enquanto os governos ainda não tenham condições de empregos e obras que faça o mercado de trabalho florescer e trazer uma satisfação popular!

Mesmo fazendo essa observação para os mais distraídos e desligados, acho até que ele pode usar essa velha artimanha, porém, com o acompanhamento de uma administração profícua, onde possamos ver a sua propalada propaganda que fará um Brasil maravilhoso e respeitado mundialmente!

Já somos adultos bastante para ver e acreditar em reinaugurações de obras feitas em governos anteriores como se fossem executadas agora. Essas são medidas que, para as pessoas que acompanham o desenvolvimento do país, passem a não acreditar muito nas suas intenções!

Não estamos defendendo partidariamente a pessoa alguma, simplesmente fiscalizando como vai a nossa administração!

Esperamos que o senhor faça jus e represente bem seus eleitores, mostrando até para os que não deram os votos, que suas intenções são as melhores possíveis!


*Escritor-Historiador-Membro da Academia Grapiúna de [email protected]oy.com