ELE AINDA VALE OURO!


A importância do voto é o foco do comentário de Antônio Nunes


 

Antonio Nunes de Souza*


Essa é um grande verdade que, lamentavelmente, foi esquecida através do tempo e, imperiosamente, deveria voltar a ter sua cotação como um metal precioso que jamais deixará de ser!

Estou referindo-me ao seu “voto eleitoral” que, com sua participação efetiva, leva o candidato ao cargo pretendido, representando-o perante as leis e a sociedade a cumprir suas promessas, executando outras obras que sejam necessárias, atendendo as necessidades das suas comunidades, cidades, estados e o próprio país!

Essa temática nunca será mudada, quando nos referimos aos eleitos nas disputas eleitorais e, sua participação é de vital importância, pois, quando dirige-se para a urna, está levando o nome daquele que consegui convencê-lo que será um bom gestor, quer seja administrativo, como legislativo!

Tenho ainda fortes lembranças que, no passado, nas comunidades menores e até nas maiores, os eleitores, cheios de garbos faziam até roupas novas em seus alfaiates para que comparecessem nos locais determinados para as votações que, geralmente, eram nos foros!

O que foi sempre lamentável é que, nessa época, votava-se mais por solicitação patronal, amizades, agradecimentos de favores, além de interesses outros em menor escala, fora dos contextos políticos reais. Mas, sempre com uma maior seriedade, com a consciência de estar praticando um ato bastante cívico, sem fanatismos partidários!

Hoje, temos que lamentar vendo algo tão valioso ser desperdiçado e elevado a um simplório e pobre metal, quando está sendo usado sem análises, estudos, qualificações, comportamentos passados, enfim, um exame curricular de cada candidato, para que seja agraciado com o seu valoroso voto!

O que vemos é uma tendência mais que exagerada pelos seus partidos, pouco se incomodando se os candidatos prestam ou não, os acordos do “toma lá dá cá”, interesses de cargos com salários benevolentes, muitas vezes sem nem se apresentarem em seus departamentos, ou secretarias, busca de apoios nas próximas eleições como candidatos, etc., sendo tudo isso praticado com a máxima tranquilidade, infelizmente, esquecendo que, seu voto, vale ouro e que deve ser cedido para as pessoas com méritos!

O desgaste do atual valor do sufrágio é tão grande, que até nos trajes usados (bermudas, camisetas, bonés, chinelos e sandálias, etc.), inclusive achando uma obrigação enfadonha e desagradável!

Estamos a cinco meses de uma eleição, que por certo será bem tumultuada em virtude dessa endemia da coronavírus. Mas, mesmo com as restrições, os candidatos estarão somente cuidando das suas eleições, ou reeleições, inaugurando obras já programadas para essa época, no sentido de mostrar trabalhos!

Meditem, usem a sensatez, se conscientize que “seu voto continua valendo ouro” e, assim sendo, deverá ser dado a quem realmente merece, ou pelo menos, demonstrou através de atos e fatos de que é o melhor para todos!


*Escritor-Membro da Academia Grapiúna de [email protected]ot.com